Culpa

“Não somos prisioneiros do passado. Podemos começar onde estamos. Somos suficientes. Não há ‘outros’ para culpar. Criamos nossa própria armadilha e somos cegos para o fato de que nós mesmos a fizemos.

Quando as coisas não são feitas, somos nós que não a fizemos; quando há equívoco, é nosso também; quando nos encontramos em um estado de tensão ou dor emocional, somos nós que escolhemos estar assim. Se não estamos nos tornando tudo o que somos, somos nós que não estamos mudando, e por isto nós, portanto, devemos sofrer nosso próprio não-ser.

Podemos optar por nascer de novo a qualquer momento.” Leo Buscaglia – Assumindo a sua personalidade

Vivendo Amando e Aprendendo

Um trecho do livro Vivendo Amando e Aprendendo do Leo Buscaglia:

 

Não posso ser feliz quando mudo só para satisfazer o seu egoísmo.

Nem posso me sentir contente quando você me critica por não ter os seus pensamentos, ou por ver como você vê.

Você me chama de rebelde.

No entanto, cada vez que rejeitei as suas crenças você se rebelou contra as minhas.

Não procuro moldar a sua mente. Sei que você está se esforçando muito para ser só você.

E não posso permitir que me diga o que ser… pois estou-me concentrando em ser eu.

E por fim : Você disse que eu era transparente e fácil de esquecer.

Mas então por que tentou usar a minha vida, para provar a si mesmo o que você é?

Arriscar

Rir é arriscar-se a parecer tolo.
Chorar é arriscar-se a parecer sentimental.
Estender a mão aos outros é arriscar-se a se envolver.
Mostrar os seus sentimentos é expor a sua humanidade.
Expor suas idéias e sonhos diante do povo é arriscar a sua perda.
Amar é arriscar-se a não ser amado.
Tentar é arriscar-se ao fracasso.
Mas os riscos têm que ser corridos, pois o maior perigo na vida é não arriscar nada.
A pessoa que não arrisca nada não faz nada, não tem nada e não é nada.
Pode evitar o sofrimento e o pesar, mas não pode aprender, sentir,
mudar, crescer, viver ou amar.
Acorrentado por suas certezas e vícios, é um escravo.
Sacrificou o seu maior predicado, que é a sua liberdade individual.
Só a pessoa que arrisca é livre.

 

Leo Buscaglia (livro Vivendo, amando e aprendendo)