https://pixabay.com/pt/photos/companheiro-bebida-bebidas-5184113/

Trova buenacha

Trova buenacha 

(Escrito por Gustavo Rocha para aquela indiada que mora no rincão dos pensares do peito)

Ontem foi dia do amigo,

Hoje já é dia 21,

Ontem felicitações em geral,

Hoje parabéns para quem é bagual;

Um bom dia buenacho,

Com direito e sol e bergamota,

Com bençãos do Patrão Velho,

E abraço deste xirú gaudério!

Que teu dia tenha Bah!

Só de coisas buenas,

E ao cair da noite,

Seja tua a luz das estrelas;

Porque amigo que é amigo,

Mora dentro do peito,

Exala o carinho e afeição,

Sem nenhum receio;

E na prova deste sentimento,

Um beijo estalado e de respeito,

Deste gaúcho que ama os que carrega no peito,

E lhes dá poesia como prova de rodeio:

Onde o prêmio não é dinheiro,

Tão pouco fama ou algo alheio,

E ainda por cima o maior ganho é meu, por supoesto:

Ter tu habitando o lado esquerdo do meu peito!

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!

Gustavo Rocha

Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem

gustavo@gustavorocha.com  |  (51) 98163.3333  |www.blogdogustavorocha.com.br

https://pixabay.com/pt/photos/beb%C3%AA-urso-de-pel%C3%BAcia-jogar-623417/

Insistem em nos ensinar

Insistem em nos ensinar

(Escrito por Gustavo Rocha em 13 de Julho de 2020 para dar um bom dia cheio de amor e vida, com o sentido de quem quer aprender cada vez mais a como amar!)

Quem me dera ter o tempo de outrora,

Voltar a minha infância

E perceber nela,

Toda minha arrogância;

Onde achava que teria todo tempo do mundo,

Depois, queria crescer, ser adulto,

Num piscar de olhos o dia findava,

E apenas dormir me esperava;

Sonhos de um tempo que passou,

E a vida demonstra a sua mágica:

Nos filhos renovamos nosso tempo de outrora,

Com eles, voltamos na nossa história.

Brincar de pega-pega, esconde-esconde,

Ouvir um “Eu te amo papai, muito, muito, muito”,

Coração que pulsa de sentidos e sentimentos,

Amor vivo, em cada momento;

E como se isto não fosse suficiente,

Aquela consciência da infância mormente,

Crédula em todos os sentidos,

Ah! Como éramos sabidos!

Sabíamos o que é amor,

Sabíamos o que é a verdade pura e sincera,

Pilares que tanto buscamos e não encontramos na vida moderna,

Valores que nascemos intrínsecos, mesmo na nossa era.

E, diante de tudo isto, fica uma reflexão pujante:

O que nos levou a perder tais verdades ao longo dos anos,

O que nos fez perder o brilho do ser pelo ter,

Nos exatos exemplos que uma criança nos abunda no ser:

Criança que vê numa boneca a história inteira de uma vida,

De cantarolar para os males espantar a qualquer instante,

Sem se importar com afino ou sucesso ou crítica:

Ser, por ser, com amor ao redor, para dar e vender!

E, nesta segunda dia 13 de Julho, 

Dia internacional do Rock and Roll,

Sejamos atitudes, verdades e amor,

Para retornar a nossa criança interior!

E, nos seus valores dito infantis, aprendamos de uma vez,

Que para ser feliz, precisamos mesmo é da sua simplicidade e solidez,

Amor, e sobretudo, compreensão: Tempos melhores virão!

E somente quem vive com este amor no seu olhar,

Compreenderá que o melhor da vida está no amor que as crianças insistem em nos ensinar!

E eu, Gustavo Rocha,

Ouso em afirmar:

Bom dia! Com este amor pueril,

Nos exatos termos do meu eu infantil!

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!

Gustavo Rocha

Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem

gustavo@gustavorocha.com  |  (51) 98163.3333  |www.blogdogustavorocha.com.br

https://pixabay.com/pt/vectors/sun-nuvens-o-tempo-c%C3%A9u-mar-vento-4925768/

Calor de um vento frio

Calor de um vento frio

(Escrito por Gustavo Rocha em 10 de Julho de 2020)

O sol raiou na janela,

Energia apreciada e quase esquecida nesta terra,

Que traduz força, vitalidade e esperança,

O que precisamos em abundância;

Prenúncio de uma sexta-feira bela,

A ser aproveitada em seu prelo:

Com meu bom dia! 

Exaro nela o que tem de belo;

Abra a janela e receba o sol com vento frio,

Significado ímpar do que minhas entranhas pujam:

Calor de sentimentos, com o carinho do vento,

E no frio, o contraponto da vivacidade do momento;

Distância demonstra apenas uma verdade:

Saudade do abraço, carinho e vontade,

Nos exatos termos do exarado alhures:

O calor é o sentimento, vento o jeito e o frio a distância entre nossos peitos.

Embebido de saudade, carinho e amor,

Meu bom dia entrego com vigor!

Para uma sexta-feira abençoada,

E um final de semana repleto de amor!

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!

Gustavo Rocha

Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem

gustavo@gustavorocha.com  |  (51) 98163.3333  |www.blogdogustavorocha.com.br