Felicidade

Quem é feliz não conta, não espalha, não grita aos quatro cantos. Quem é feliz, satisfazer-se por ser. E sabe que felicidade anda coladinha na inveja. Quem é feliz não precisa provar nada, simplesmente é. As pessoas felizes demais nunca me passaram confiança. Essa coisa de que a vida é uma festa e não existe nada errado, não me brilha aos olhos. Feliz é quem conhece o lado ruim e o respeita. Feliz é quem já foi infeliz. Somente quem já foi infeliz pode entender que a tristeza traz um punhado muito bom de aprendizados. Felicidade não é sobre quem grita mais alto; É sobre quem sorri mais fundo.

– Clarissa Corrêa

Prefiro

Prefiro esbanjar emoções. Mesmo que doa. Mesmo que, um dia, eu possa me arrepender. Meus arrependimentos duram pouco, alguma coisa me cutuca e diz olha, que bom que você fez. Que bom que você teve coragem. Que bom que você sente. Que bom que você tenta. Tentar é se arriscar. E tudo na vida tem metade de chance de dar certo.
E a outra metade? De dar errado.
Mas não é poupando que você saberá.
(Clarissa Corrêa)

Penso como a Clarissa. Não é me poupando das emoções do dia a dia e da vida que irei crescer.

Não há crescimento sem dor. Podemos minimizar a dor aprendendo com os erros dos outros. Agora, nossos erros são nossos. Devemos com ele aprender e crescer.

Lembre-se disto!

 

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!

Gustavo Rocha

Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem

gustavo@gestao.adv.br  |  (51) 8163.3333  |  www.blogdogustavorocha.com.br

Desculpas

“A gente demora pra aceitar, arruma novecentas desculpas para a falta de jeito do outro. Ah, ele é confuso. Ah, ele está tenso. Ah, ele tem medo. Ah, ele é maluco. Ah, ele isso. Ah, ele aquilo. Desculpa, mas quem quer estar junto pensa ah, que saudade. Ah, que falta ela me faz. Quem gosta, gosta. Sem complicações. Sem armações e armaduras.”   Clarissa Corrêa.

Concordo integralmente com a Clarissa. Como é complicado o amor, mas se o amor já é complicado, como viver com alguém que o complica mais ainda?

Praticamente impossível. Ame. Solte-se. Viva a vida.

Gosta da pessoa? Diga!

Fez algo de errado? Converse!

Acha que te magoou? Perdoe!

Não consegue perdoar? Desprenda-se!

Viver é muito curto para ser infeliz.

Pense nisto.

 

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!

Gustavo Rocha

Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem

gustavo@gestao.adv.br  |  (51) 8163.3333  |  www.blogdogustavorocha.com.br