Pego na tua mão

Pego na tua mão e beijo-a.

Pego na tua mão e danço.

Pego na tua mão e apresso o movimento da terra à volta de nós dois.

Pegar na tua mão é viver de novo a vida de uma forma inteira.

Inspiro-te.

Respiro-te.

O cansaço é doce, estupendo, para sempre.

À nossa volta tudo arde no fogo verde desta primavera, e a

inquietação é um fruto excitante, por colher.

Não pares.

Continua a dançar comigo.

Como se fizéssemos amor.

Joaquim Pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.