Crônica: Dia do sexo, reflexões

Iniciado como uma campanha publicitária em razão do óbvio 6/9, o dia do sexo tem um apelo comercial e de brincadeira para alguns. Para mim, algumas reflexões:

Sexo. Um tabu, uma verdade, uma necessidade.

Momento íntimo, único, singular que somente melhora a cada vez que se faz.

Um ato puro de amor.

Óbvio que sexo e amor são diferentes, contudo, sexo com amor é que é realmente diferente.

Sexo por sexo, até cachorro faz. Sexo por amor, somente quem se ama faz.

Não apenas em nome do amor, mas singularmente pela entrega e paradoxo que se propõe.

Entrega, pois cada momento dedicado ao prazer de estar ao lado de quem se ama sentindo a sua química, a sua sagacidade, cumplicidade, verdade, palavras, sussurros, verbos e carícias é um momento bem vivido.

Paradoxo, pois o melhor sexo é aquele em que ao invés de buscarmos o nosso prazer, buscamos o prazer do outro.

Aos nos entregarmos a imaginação de nossa libido de forma pura, verdadeira e sincera – sem pudores pudicas e de falsa moral – e ter como foco o melhor para quem amamos, teremos na reciprocidade e no prazer proporcionado, sexo de qualidade e não quantidade.

Aliás, quantidade em relação a sexo é ilusão. Fazer várias vezes, com a mesma ou mais pessoas em curtos espaços de tempo apenas liberam o mesmo que uma masturbação pode fazer.

Entretanto, um momento desejado, conquistado, com direito a roupas especiais, olhares 43 e palavras que incitem o libido – sejam de muito ou de baixo calão – meu irmão… sai de baixo, porque o barulho é garantido.

E não se diga que com o tempo e com a relação o sexo esfria, que sexo bom é só no início do relacionamento, ou ainda que sexo bom mesmo é aquele que é pago…

Se estas premissas acima são assertivas para você, que pena. O amor ainda não lhe valeu a pena.

Quando encontramos a química junto com a biologia e física, a ciência salva qualquer casamento.

Como diz a música do Engenheiros do Hawaii: Entre quatro paredes, tudo fica claro, ninguém fica indiferente e por isto, ninguém é igual a ninguém.

Quanto mais tempo temos com alguém, mais conhecemos, mais aprofundamos e mais ainda queremos ser parte da felicidade de estar com aquela pessoa.

Se para você a outra pessoa é um fardo, se separe. Ninguém é obrigado a ser infeliz para o resto da vida, seja pelo casamento, seja por filhos, seja por família, seja por dinheiro. A sua vida vale mais que isto.

Agora, ao longo dos anos, uma relação pode ser aquecida, incrementada e principalmente balizada pelo amor que ambos sentem um pelo outro.

E o corpo, que tantos dizem ser o grande nome da libido do homem e até da mulher?

O corpo é o meio pela qual a alma tem de viver num momento terreno e finito, então, corpo dura pouco, apodrece e morre. Sentimentos, por sua vez, crescem, florescem e ecoam no infinito.

Um dia serei velho, um dia minha mulher também. Se amarmos ambos nossas rugas, nosso amor valeu a pena, meu bem.

Se quisesse apenas uma bunda dura ou peitões, comprava frango na padaria.

Quem cria os nossos padrões de libido e desejo somos nós mesmos, afinal, tem gente que faz sexo com outra gente, independente do gosto da gente.

Ame quem tem ama. Ame quem te quer bem. Ame a alma, sentimento, poesia, verso e carinho. Bunda, peito e pênis, deixe para os animais e humanos irracionais, que mais valorizam o estereótipo que conteúdo e preferem apenas sexo e não o verdadeiro sexo, que tem entrega, paradoxo e amor.

Novamente parafraseando Engenheiros:

Somos Quem Podemos Ser,

Então, viva e deixe viver,

Deixe de frescura e pudores sociais,

Acredite em você e nada mais,

Pratique sexo seguro, com camisinha,

Prefira sempre sexo com entrega, paradoxo e um pouco de imaginação,

Com amor, então? Nossa, melhor não tem,

Viva ao sexo, viva a vida e viva o amor….

Por falar em amor… Te prepara amor, hoje tem!

 

 

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!

Gustavo Rocha

Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem

gustavo@gestao.adv.br  |  (51) 8163.3333  |  www.blogdogustavorocha.com.br

4 pensamentos sobre “Crônica: Dia do sexo, reflexões

  1. Pingback: Sexo e Trabalho | MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

  2. Pingback: Sexo e Trabalho – Empreender Para Todos

  3. Pingback: Sexo e Trabalho | Falando de Gestão

  4. Pingback: Sexo e Trabalho » Blog do PROMAD : posts sobre software jurídico, site do advogado, logomarca para advogados, entre outros assuntos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.