Minha doce essência

Minha doce essência
(Escrito por Gustavo Rocha)

Hoje percebi em meus olhos o meu eu de menino…
Um menino que ama teus olhos, cabelo, corpo, tudo.
Um menino que quando quer ser homem é másculo e quando convém, chora como um neném.

Hoje observei que perto de ti sou eu,
Perto de outras pessoas também,
Não sou eu 100% das vezes com todos,
Exceto, claro, quando convém.

Hoje compreendo que o que me convém nem sempre é o melhor ou o que mais me agrada,
Mas que devo ser grato por poder discernir o joio do trigo,
Enquanto tantos por aí comem sabugo de milho.

Hoje realizo um sonho infantil: tenho ao meu lado uma mulher-Mae-esposa-amante-e carinhos mil,
Tenho a ti, carinho mio,
Meu porto seguro neste Brasil Varonil.

Hoje, dia tão normal quanto ontem,
Dia tão simples, singelo e ordinário…
Hoje um dia que vale a pena para quem não tem a alma pequena,
Hoje, ontem e sempre:
Um dia que serve para te elogiar, minha pequena.

Dedicado a minha pequena, grande, linda e especial esposa,
Que atura minhas manias e meus poemas,
Que me alegra com a sua presença,
Ah! Polliana, tu és a minha doce essência.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.