Eu perdi…

Antes que alguém diga algo, o texto abaixo não tem nada a ver com minha esposa ou pessoas que amo. Trata-se de uma ficção que criei, apenas isto.

 

Eu perdi

(escrito por Gustavo Rocha)

Não sei o que aconteceu…

Eu perdi, você perdeu…

E o nós, perdeu tudo… pô, meu…

 

Tínhamos tudo,

Uma vida, um segredo, uma verdade,

Quiçá nós de verdade…

 

Tínhamos tanto e ao mesmo tempo nada,

Tínhamos tudo e ao mesmo tempo nada,

Tínhamos um ao outro e não precisávamos de mais nada…

 

O tempo permitiu a distância,

Tu não procurou,

E eu cansei de procurar…

 

Não existem culpados,

Existem verdades, existem situações,

Existiu um eu e um nós que virou estatística ao luar…

 

A lua ainda lembra o teu rosto,

A noite ainda alegra a minha essência,

Apesar de desconhecer a tua atual existência…

 

Tanto aconteceu em tão pouco tempo,

Achava que éramos tanto e tão próximos,

Realidade distorcida, é óbvio.

 

Somos o que sempre fomos,

Uma história do passado,

Uma verdade mantida até quando queremos que acontecesse…

 

Hoje, nada é a verdade,

Hoje, saudade apenas escorre nas lágrimas do dia,

Hoje, o ontem é a felicidade de verdade.

 

Puro carinho e sentimento do coração,

Dilacerado pela saudade e vontade…

Ah! Pena e volição de um passado que nunca aconteceu…

 

 

Mas, a vida continua, o coração aprende,

Eu aprendo, eu vivo, eu continuo e quanto a ti:

Eu perdi…

 

Amei, senti, vivi cada segundo da nossa realidade,

Perdi ou tu perdeu,

O tempo vai dizer a nós dois o que realmente aconteceu…

 

Não me arrependo de nada,

Não me envergonho,

Até orgulho de sentir tanto, mesmo sem reciprocidade, pois não.

 

Tudo tem um porque e este eu já aprendi,

Eu perdi por tantos motivos que sequer enumeraria,

Contudo, levo cada um comigo, é minha sina.

 

Saudade vai existir, o carinho por ti sempre,

Estarei sempre contigo e do teu lado quando quiseres,

Pois, só posso dar o que é meu, minha bela.

 

Se queres distância, sem problema, aproveita o teu caminho,

Eu quero a minha vida e meu eterno sorriso e vontade,

A vida me reserva sempre o melhor, sei disto de verdade!

 

Então deixo a minha absoluta e única verdade de tudo isto:

Seja muito feliz, pois te adoro ontem, hoje e sempre,

Eu perdi… Mas, o sentimento é meu e isto a ninguém importa senão eu, não é mesmo?

 

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!
Gustavo Rocha
Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem
gustavo@gestao.adv.br  |  (51) 8163.3333  |  http://www.blogdogustavorocha.com.br

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.