Todo meu bem querer

Todo meu bem querer
(escrito por Gustavo Rocha)

 

Observo a lua,

Tão linda, bela nua,

Observo atentamente o luar,

Como é belo amar…

 

Amar o certo e o incerto,

Amar a vida, por certo,

Amar aos outros, por incerto,

Amar, enfim, viver para amar esplendorosamente até o fim;

 

Não sei quem sou,

Não sei o que quero,

Mas, sei que a lua é parte daquilo que chamo de belo,

E sei que tu és parte da minha existência, da minha essência;

 

Ah! a Lua, tão linda, imponente e forte,

O sol, com toda sua magnitude,

Apenas empresta a sua luz,

Lua, tu és o símbolo da imortalidade da alma, da vida e de toda energia que reluz;

 

Lua, símbolo dos poetas,

Força única que é capaz de mudar marés e mares,

Lua, bálsamo de cor nas noites de Novembro,

Lua, refletes o espelho da minha alma o ano inteiro;

 

Alma que só existe por ti, lua amada,

Alma que somente existe dizer que és parte indissociável do meu ser…

És lua, linda, magnífica e bela,

És tu, minha linda, todo o meu bem querer.

 

Beijo no coração das gurias e abraço nos xirús!
Gustavo Rocha
Blog do Gustavo Rocha – PensarFazBem
gustavo@gestao.adv.br  |  (51) 8163.3333  |  http://www.blogdogustavorocha.com.br

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.