Simple man

Hoje divido uma música com uma letra linda e que devemos aprender… Ser simples, porque o que importa vem do coração…

 

Simple Man

Mama told me, when I was young
Come sit beside me, my only son
And listen closely to what I say
And if you do this it will help you some sunny day
Oh yeah!

Oh, take your time, don’t live too fast
Troubles will come, and they will pass
Go find a woman, and you’ll find love
And don’t forget, son there is someone up above

And be a simple kind of man
Oh, be something you love and understand
Baby, be a simple kind of man
Oh, won’t you do this for me, son?
If you can?

Forget your lust, for the rich man’s gold
All that you need, is in your soul
And you can do this, oh baby, if you try
All that I want for you, my son
Is to be satisfied

And be a simple kind of man
Oh, be something you love and understand
Baby, be a simple kind of man
Oh, won’t you do this for me, son
If you can?

Boy, don’t you worry, you’ll find yourself
Follow your heart, and nothing else
And you can do this, oh baby, if you try
All that I want for you, my son
Is to be satisfied

And be a simple kind of man
Oh, be something you love and understand
Baby, be a simple kind of man
Oh, won’t you do this for me, son
If you can?

Baby, be a simple, be a simple man
Oh, be something you love and understand
Baby, be a simple kind of man

Homem Simples

Mamãe me disse quando eu era mais jovem
Sente aqui do meu lado, meu único filho
E ouça com atenção o que eu vou te dizer
E se você escutar, isto vai te ajudar em algum belo dia

Não tenha pressa, não viva rápido demais
Dificuldades virão e passarão
Encontre uma mulher, e encontrará o amor
E não esqueça, filho, existe alguém lá em cima

E seja um tipo simples de homem
Seja algo que você ame e entenda
Seja um tipo simples de homem
Você vai fazer isso por mim, filho?
Se puder?

Esqueça seu desejo pelo ouro do homem rico
Tudo aquilo que você precisa está em sua alma
E você pode fazer, se você tentar
Tudo que eu quero para você, meu filho
É que esteja satisfeito

E seja um tipo simples de homem
Seja algo que você ame e entenda
Seja um tipo simples de homem
Você vai fazer isso por mim, filho?
Se puder?

Menino, não se preocupe, você se encontrará
Siga seu coração e nada mais
E você pode fazer, se você tentar
Tudo que eu quero para você, meu filho
É que esteja satisfeito

E seja um tipo simples de homem
Seja algo que você ame e entenda
Seja um tipo simples de homem
Você vai fazer isso por mim, filho?
Se puder?

Querido, seja um homem simples
Seja algo que você ame e entenda
Querido, seja um homem simples

 

Agora escute a todo volume:

 

Ou acesse aqui: https://youtu.be/q2Uv8FnQedE

 

Eu não escolhi ser sensível, eu apenas sou

Você não sabe o que é carregar o mundo todo dentro do peito. Você não entende o quanto a dor do outro também dói bastante em você. Talvez você nunca saiba o que é empatia. Nem sensibilidade.

Pessoas sensíveis não escolhem ser assim. Elas simplesmente o são. É como uma espécie de dom ou quem sabe até punição. A gente sente tanto, por tudo e por todos, que há momentos em que as nossas forças vão se esvaindo e a sensação que fica é de esgotamento, de cansaço, vazio.

Padecer em meio a um mar de intensidade parece loucura. E é. Pessoas sensíveis não têm escolha: seu mergulho de cabeça no abismo do sentir é sempre involuntário. Mesmo que isso custe um afogamento. Mesmo que isso lhe cause um traumatismo craniano.

Se você jamais sentiu o chão sumir dos seus pés ou sentiu como se o seu coração estivesse sendo arrancado lentamente do peito sem anestesia ao passar por uma situação que colocou em prova coisas importantes de sua vida, tenho péssimas ou talvez boas notícias. Vai depender do seu ponto de vista.

Nós, os sensíveis, não queremos ser de outra maneira. Apesar de toda a dor, de toda a dificuldade, de todo o sofrimento que tomamos para nós, no fundo, estamos satisfeitos por sermos de verdade. Pois para um sensível é impossível esconder ou dissimular aquilo que sente. Está estampado em nossa cara. É nítido em nossos olhos.

Não que as pessoas de gelo estejam equivocadas. Talvez o grande objetivo delas seja, durante suas vidas, um dia atingir a sensibilidade que alguns possuem. Viver e não sentir ou sentir pouco, pode até ser conveniente, mas perdoe-me, isso não faz sentido.

A grande dádiva de ser uma pessoa sensível é ter a certeza que, por mais forte e avassalador que seja o furacão, mas conseguimos passar por ele e reconstruir cada parte desmoronou. Pessoas sensíveis são verdadeiras muralhas de força. Todas elas já passaram por inúmeras situações em seu interior que mais da metade do planeta jamais imaginou nem suportaria.

Pessoas sensíveis, dependendo de como os outros enxergam isso, podem até ser consideradas perigosas. Pois elas carregam dentro de si uma certeza que as torna praticamente indestrutíveis: “não importa o que aconteça, conseguiremos sobreviver”.

Jey Leonardo

Sou de dar o coração antes do corpo, a alma inteira antes do sorriso

Sou feito do bordado invisível alinhavado pelo tempo, sacudido pelas perdas, ressignificado pelas alegrias. Sou desses poucos, que os tombos não limitam a capacidade de sonhar. A cada queda, levanto mais forte e decidido, com mais projetos do que tinha antes de cair. Sou da rara natureza dos que amam de graça, e nada pedem por abrir o coração. Acolho também sonhos que não são meus, e insisto em acompanhá-los até que se concretizem. Sou de dar o coração antes do corpo, a alma inteira antes do sorriso. De bandeja, ofereço os bons sentimentos, porque são eles que me regem e fazem maior, que me tiram do limbo egoísta de pensar somente no que posso ganhar. Adquiro consistência quando pareço que sou a mais fraca das criaturas, e aí, descubro com lágrimas nos olhos, onde moram a minha força e a capacidade de superação. Sou de renascer depois de cada crise, de confortar no aconchego dos meus braços àqueles que se aproximam com danos na alma. Assim, reúno irmãos, que se fazem mais fortes quando se imaginam em queda livre, é aí que descobrem o dom das asas – em pleno exercício do voo. Sou feito desse emaranhado de tons inéditos que não estão disponíveis na rica tabela Pantone, e na escuridão das minhas dúvidas, descubro um brilho fosforescente num olho, e no outro, a lágrima esperançosa, que me empurra para o próximo desafio. Cedo, recomponho a postura de quem vai firme na direção dos sonhos, e mesmo com receio, não esmoreço, não cedo à tentação de me esforçar menos do que posso. Sou feito dessa vontade louca de progredir, mesmo quando os caminhos estão abarrotados de placas proibitivas. Sou desses, corajosos, que desobedecem quando tudo diz não. Refaço os cálculos e contorno os abismos com a desenvoltura de um trapezista, e sigo, porque sou feito de caminhos nunca trilhados, inúmeras possibilidades, e mesmo que, não haja estrada, busco na reinvenção o dom de cavar saídas. Sou feito desse fiapo de esperança, que se fortalece quando os abalos teimam em sacudir o interior. Sou feito de pontas soltas, retalhos e nenhuma costura visível. O tempo me alinhava por dentro e guarda no meu peito, histórias, amores, risadas, um punhado de sonhos coloridos e um desejo renovável de aprender a amar. Sou feito do tecido leve que reveste as pessoas de verdade, que amam sem impor condições e se doam sem entender a doação como sacrifício. Promovo incursões pelos labirintos internos e reconheço as vulnerabilidades como partes do que sou, humano. Sou dessas almas fluidas, que guardam pássaros nas pálpebras e rios nos bolsos da camisa. Deposito esperança imortal nas coisas que dão sentido e fazem sentir.

Ester Chaves

Sou de dar o coração antes do corpo, a alma inteira antes do sorriso