Partiu

Partiu quando a noite descia os seus véus. Tocou-se. Não se sentia manhã. Nem tarde. Da noite, só a cor dos seus olhos.
Apressou a passada. Insegura, cerrou as mãos, tocou os magros pulsos, acariciou o veludo negro do vestido.
Ah, quanto precisava de si para escrever um poema breve.
Palavras, só as que o silêncio ia quebrando. Doíam, estas palavras amachucadas, tão negadas, tão vazias. Há muito que a noite perdera o seu corpo, a sua respiração, o seu beijo. O desejo ficara à porta vezes demais impedido de entrar. Vezes demais chorara para dentro de si como caverna emudecida.
Noite com tantos outros nomes agora, perdia todo o sentido, a dança da sua pele, o agarrar do seu peito.
Da vidraça apenas se adivinhava o abandono. Uma não-existência, um deserto para atravessar sem sombras.

Lilia Tavares

Felicidade

A felicidade é como uma camisa que temos de despir
depois de a usar por pouco tempo. A alegria há-de
um dia dar-nos a provar o prato da tristeza
e isso é dolorosamente difícil de não ver. Deixei
a pele de quase todos os meus dias em milhares de
armadilhas, e os outros que restaram guardei-os para
serem acariciados, para serem tocados devagar
pelo amor. Ainda tenho uma imensa fome de ternura,
de dizer e ouvir banalidades que não quis remediar.
Numa mão tive sempre uma luta, na outra sempre nada
para que não pudesse dar o que me haviam oferecido.
Foi essa a minha herança. Cada um, à sua maneira,
pode utilizar a sua herança para dar mais sentido
aos anjos da guarda.

Joaquim Pessoa

in
O POUCO E PARA ONTEM.

A mensagem

A mensagem

Hoje tenho um peso dentro do peito
E não suporto carregá-lo muito tempo
São deste, daquela, de muita gente
que leio dia a dia no meio da multidão
no silêncio de um grito urgente
pedindo tão só um aperto de mão

Por isso e mesmo que eu
também seja , porque sou,
uma pequena pedra
do mesmo rochedo
venho dizer-vos que não tenham medo
amem e transmitam a vida
não façam segredo

Se fizer frio, chuva ou tempestade
não se amedrontem que o dia serena
esqueçam-no, passem-lhe ao lado
esse é o maior e melhor aliado
Não deixar que seja um dia perdido
Que a vida corra seja mais veloz
Que vos ultrapasse e abafe a voz

O amanhã não se compadece
se passa na hora não reaparece

Segura o momento com toda a firmeza
E sem medo, afirma,
A tua certeza

A vida pode e deve ser,
vivida com um grande,
o maior prazer.

(Fernanda Lopes)